Antonov An-225 “Mriya”

O que você faz quando já fez um dos maiores aviões cargueiros do mundo? Faz um maior!!!! No final da década de 1970, a NASA criou o programa dos ônibus espaciais, e pra carregar seu Space Shuttle a tiracolo, usava um Boeing 747-100 adaptado, o Shuttle Carrier Aircraft. Mas em 1984, os russkies começaram a bolar algo do tipo para seu ônibus espacial.

 

 

Encomendaram à Antonov um cargueiro que desse pra carregar tanto o ônibus espacial e seu foguete…e quatro anos mais tarde fez seu voo inaugural. Em 1989, foi demonstrado para o mundo no Show Aéreo de Paris junto com o Buran.

Era dócil e suave de pilotar, mas ignorante no tamanho e capacidade de carga: Envergadura de quase 90 metros; 84 metros de comprimento; 18 metros de altura; e capacidade de carga de 250 toneladas!!!!! Para ficar claro o quão gigante ele é, ele carregava o Buran em suportes no dorso do avião e o foguete Energia no interior do compartimento de carga, INTEIRO!!!!!

Com o fim da Guerra Fria, o An-225 ficou encostado num canto…até ser restaurado e posto em serviço novamente em 2001, agora como cargueiro de grande capacidade pela Antonov Airlines, companhia aérea criada pela Antonov para transporte de cargas pesadas como locomotivas, equipamentos de extração de petróleo, aviões, etc.

Fez uma breve aparição no filme 2012, embora a versão criada em computador do Mriya utilizada no filme fosse bem menor que o modelo real

Deixe uma resposta