Petrolíferas

As empresas de petróleo e derivados tem uma relação profunda com o automobilismo, usando as competições como plataforma para desenvolvimento de tecnologia e propaganda para divulgar seus produtos e ampliar participação no mercado. Temos aqui 15 marcas clássicas que todo petrolhead conhece (e já usou) =)

 

GALP

Petrolífera portuguesa, patrocina boa parte dos pilotos e provas lusitanas de destaque internacional


Texaco

Uma das maiores petrolíferas do mundo, a Texaco geralmente usa sua marca de lubrificantes Havoline para patrocínios, raramente aparece como patrocinadora principal

Ipiranga

Inicialmente patrocinava a Gaúchacar nos campeonatos brasileiros, atualmente o azul e amarelo da marca estama o carro da Bia Figueiredo na Indy

Atlantic

Petrolífera brasileira que marcava presença no campeonato de marcas e pilotos

Castrol

Fabricante inglesa de lubrificantes tradicional do automobilismo. Patrocinou várias equipes de motociclismo, F1, endurance, e rali

Pennzoil

Petrolífera americana mais focada em lubrificantes. Seus carros amarelos da Nascar, Indy e JGTC são lendários

British Petroleum

Uma das atuais Supermajors, a BP patrocinou várias marcas no WRC, como Audi, VW e Ford


Petrobrás

Estatal brasileira que desde meados da década de 1990 possui uma equipe no Mundial Cross-Country e possuiu uma equipe na extinta F3000 para revelar talentos brasileiros para as categorias principais do automobilismo

STP

Fabricante de lubrificantes e aditivos americana que marcou época patrocinando Richard Petty na Nascar

Gulf

O paintscheme mais famoso de todos. A Gulf é talvez a mais famosa das Sete Irmãs no mundo das competições

Shell

A Irmã holandesa, tem um passado ligado ao automobilismo, mas como fornecedora de combustível e lubrificantes. Poucas vezes foi patrocinadora principal

Total

A petrolífera francesa sempre esteve ligada ao automobilismo francês, ou a equipes francesas no automobilismo mundial seja como forncecedora ou patrocinadora principal

Elf Aquitaine

A Elf Aquitaine sempre usou o automobilismo como meio de promoção, e não só como patrocinadora, mas investindo em novos pilotos. A parceria acabou quando a TotalFina comprou a Elf Aquitaine, passando a se denominar TotalFinaElf, e depois somente Total

Fina

A belga Petrofina teve uma breve associação com a BMW M nas competições internacionais entre o final da década de 1980 e a década de 1990. Em várias categorias (turismo, endurance, etc) os carros com motor bávaro utilizavam combustível belga

Neste

Petrolífera finlandesa que patrocinava o 1000 Lakes Rally, além de ter patrocinado Juha Kankkunen na sua despedida aos WRCar em 2010.

Deixe uma resposta