Streamline

Ah, a Art Déco, período interessante na arte, arquitetura e no design, com elementos futuristas, elegantes, funcionais e modernos, que durou aproximadamente entre 1925 e 1939. Blábláblá, enfim isso não é um site de arte e muito menos sobre arquitetura…mas o período futurista nos trouxe algo novo (pra época), um conceito revolucionário, carrocerias mais aerodinâmicas! o/

Chrysler Airflow

O Chrysler Airflow foi um dos primeiros carros a serem feitos utilizando túnel de vento (isso na década de 1930!) mas seu design arrojado (clichê #1 =P) não agradou o mercado americano…

 

 

DeSoto Airstream

O DeStoto Airstream era uma versão mais barata (e conservadora) do Airflow

 

Volkswagen KdF

O predecessor do VW-Sedan, o KdF foi desenvolvido por Ferdinand Porsche com base em alguns modelos Tatra (inclusive, a marca checa processou os alemães por isso) e NSU

Tatra V570

A Tatra sempre foi referência em carros streamline, o V570 era um dos vários carros da marca a usar esse conceito…um carro popular com carroceria aerodinâmica! Um dos projetistas da Tatra nessa época era o responsáveis pelos Zeppelins…acho que isso infuenciou só um pouquinho os carros tchecos dessa época (1931-1975)

Tatra T600 Tatraplan

Duas coisas que sempre marcaram a Tatra: motor V8 a ar, e carrocerias streamline (ambas as coisas foram copiadas por Porsche =P). Enquanto protótipos LMP1 e carros de F1 achavam barbatanas um recurso aerodinâmico de última geração…os Tatraplan já as usava em 1946! (tá, vão falar que o Jaguar D-Type também tinha esse tipo de aleta…mas ele é de 1954;-))

Volvo PV36 Carioca

Um dos muitos carros inspirados pelo Chrysler Airflow foi o Volvo PV36, nessa época a marca sueca era diretamente influenciada pelo estilo americano

Toyota AA

Um dia a Toyota comprou um Chrysler Airflow, levou pro Japão, desmontou o carro…e fez o Toyota AA

Cord 812 Supercharged

O Cord 812 era um carro com desenho inovador (clichê #2 =P). Não só o desenho era diferente, mas a mecânica era diferente…tração dianteira, rádio, faróis escamoteáveis, limpador de para-brisas com velocidade regulável…O cord vinha com tudo isso antes disso ser padrão no mercado!

Alfa Romeo 6C Aerodinamica Spider

Um belo dia, tava um chassi de Alfa 6C dando mole…Vittorio Jano mandou pra dois croatas fazerem uma carroceria legal pra ele… Os irmãos Jankovitz eram amigos de Paul Jaray (um dos responsáveis pelos Tatra streamline da época) e bingo! Surgiu o primeiro supercarro moderno com motor central traseiro com posição de pilotoagem central. Isso só 60 anos ANTES do McLaren F1!!!!

Nash Ambassador Slipstream

Um dos últimos carros streamline…O Nash Ambassador era um dos carros mais caros e espaçosos dos EUA na época (anos 1940). Vinha com bancos totalmente reclináveis e dava pra dormir até 3 adultos (uma das razões do Baby Boom? =P).

Lincoln Zephyr

O Lincoln Zephyr pegou o vácuo do Airflow e conseguiu fazer sucesso com o mercado, e ajudou a popularizar o conceito streamline nos carros americanos

Peugeot 402

O 402 seguia a tendência (clichê #3 =P) da época. Mas contava com um toque de ousadia da marca (isso era mais coisa da Citroën), e vinha com faróis embutidos na grade dianteira. Coisa que só reapareceu lá pra década de 1960 com os muscle cars.

Bugatti Type 57

O Bugatti Type 57 possuía um design agressivo (clichê #4 =P) e era um dos esportivos clássicos da época. Feito em liga leve, mantinha uma espécie de aleta no meio da carroceria (que parece um caracol) como elemento de estilo.

Talbot-Lago T-150 CSS

Assim como o Bugatti, era o favorito dos almofadinhas da época. Veloz, caro, e elegante. Veio num momento em que a Talbot era reestruturada por Anthony Lago, que comissionou aos criadores de carroceria (uma arte perdida, infelizmente) Figoni & Falaschi e Saoutchik. Que faziam belas obras de arte sobre quatro rodas (clichê #5 =P)!

Delahaye 165

O Delahaye 165 é literalmente um carro único! Com carroceria assinada (clichê #6 e último =P) pela Figoni & Falaschi, foi escolhido pelo governo francês para representar o país na Feira Mundial de 1939 em Nova York. Tudo lindo e maravilhoso…mas a Segunda Guerra estourou e o carro foi largado (literalmente) nos EUA, onde após anos de abandono e descaso (inclusive seu V12 fora trocado por um V8) foi recuperado por um colecionador! o/o/

Deixe uma resposta