Messerschmitt Me-262 “Schwalbe”

O Me-262 foi o divisor de águas na aviação militar, entrando em serviço logo no final da Segunda Guerra Mundial, foi um dos primeiros caças a jato a entrarem em operação. Embora fosse capaz de alcançar velocidades de até 900 km/h tinha uma péssima manobrabilidade.


Foi desenvolvido logo no início da Segunda Guerra Mundial pelos alemães, fazendo parte das Wunderwaffen, as super armas que estavam sendo desenvolvidas pelo III Reich. Mas só entrou em operação em 1944, sendo usado para atacar bombardeiros aliados, especialmente B-17 e Halifax. Mas embora tivesse capacidade de alcançar velocidades maiores do que os caças à pistão, o Me-262 sofria para fazer curvas. A maioria dos modelos abatidos em combate foram derrubados em três situações: Decolagem; Aproximação de pouso; Fazendo manobras laterais. Mesmo assim, foi elogiado até pelos aliados por seu desempenho e armamento.

O Me262 foi concebido para ser um caça de ataque ao solo e bombardeiro tendo na primeira configuração 4 canhões MK108 30mm, e 2 canhões na segunda, além de duas bombas de 250kg. Ambas as versões A-1aSchwalbe e A-2a Sturmvogel podiam carregar 24 foguetes R4M (12 em cada asa). O modelo entrou em operação na fase final da guerra, mas serviu para mostrar qual o rumo a aviação militar iria tomar: motores turbojato e asas enflechadas. Durou pouco tempo em combate, e teve pouco mais de 1.400 unidades produzidas (boa parte variantes e protótipos).




Após o fim da Segunda Guerra Mundial, o Messerschmitt Me-262 passou a ser produzido na então Tchecoslováquia, como Avia S-92, sendo utilizado até 1957. Nesse mesmo período, aconteceu o primeiro combate entre caças a jato, na Guerra da Coréia em 1950.


Deixe uma resposta