Sedãs Esportivos

Sedãs são carros sóbrios geralmente levam o patrão pro escritório, mas no caso desses 15, levam mais rápido, e com mais estilo

Lancia Thema 8.32
O Thema era um sedã sóbrio e discreto por fora. Mas contava com powertrain da Ferrari Mondial com interior Poltrona Frau.

Mercedes-Benz W201 190E
A Mercedes-Benz procurou a Cosworth para fazer do 190 um carro de ralis, não deu certo…mas nas corridas de turismo fez história!

BMW E28 M5
Na década de 1980, alguém pensou que um M535i não era suficiente e meteu o motor do M1, o resultado foi o sedã produzido em série mais rápido da época! BMW badass acima dessa, só a 850i!

Alfa Romeo 164 Q4
Compartilhando a mesma plataforma do Thema, mas com uma abordagem mais hardcore, o 164 Q4 trazia um V6 3 litros com tração 4×4 integral e câmbio de 6 marchas.

Audi B4 S2
O Audi S2 foi o “herdeiro” do Quattro, feito pra brigar com os BMW M e Mercedes-Benz AMG, vinha com o famoso motor L5 2.2 litros turbo e tração integral

Buick Regal GNX
Feio, preto, indomável…e muito legal. Criado pra ser o Grand National definitivo, vinha com um V6 turbo modesto o suficiente pra ser alcançado por um Corvette ou algo do tipo.

Nissan Skyline R32 GT-R
Em 1989 o mito japonês renasceu! Gojira!!!! Vulgo Nissan Skyline GT-R, um sedã esportivo poderoso o suficiente para esfregar a cara de alguns pony cars no chão. Aliás, dizem as más línguas que essa é uma das razões dele nunca ter sido importado pros EUA.

Opel Lotus Omega
Disponível em apenas British Racing Green, o Lotus Omega se destacava dos Omega normais por alguns penduricalhos, como motor L6 3 litros preparado pela Lotus (aumentado pra 3.6 litros bi-turbo), transmissão do Corvette ZR1, diferencial LSD do Holden Commodore. Apenas isso!

FIAT Tempra Turbo
Um dos sedãs esportivos mais cultuados no Brasil. O Tempra Turbo foi parte da última geração de esportivos reais fabricados no Brasil.

Subaru Impreza WRX
O sucessor do Legacy RS era um sedã menor porém mais ágil. Depois de ganhar fama nos ralis, foi uma das sensações entre os fãs de drift

Mitsubishi Galant VR-4
Assim como antes do Impreza WRX houve o Legacy RS, o ancestral do Lancer Evolution foi o Galant VR-4. Campeão do APRC três vezes com Kenjiro Shinozuka em 1988 e Ross Dunkerton em 1991 e 1992, fora as vitórias no WRC mostravam o potencial da fera.

Opel Commodore B GS/E
A versão esportiva do sério Commodore vinha com um L6 2.8 litros com injeção Bosch D-Jetronic e cerca de 160 HP. Dava pra dar uma apavorada legal nas Autobahnen 😛

Chevrolet Opala SS
O Opala era uma mistura de Opel Commodore e Chevrolet Nova, mas ao contrário dos concorrentes da Ford e Chrysler, não era e nunca teve orignalmente um motor V8, mas seu L6 de 4.1 litros não fazia feio perante os rivais.

Triumph Dolomite Sprint
A resposta inglesa ao BMW 2002 tii, foi o primeiro carro fabricado com mais de duas válvulas por cilindro. Mesmo sendo um 16v SOHC! :S

IKA Torino 380W
Assim como o Opala SS, era um “muscle car” sulamericano. Dotado de um L6 3.8 litros com três Weber 45 de corpo duplo, foi uma lenda hermana, devido ao terceiro lugar nas 84 Horas de Nürburgring de 1969, perdendo a vitória apenas por penalidades.

Deixe uma resposta