Carros de Competição: Mitsubishi PX33 Dakar

No final da década de 80 até o início da de 90 a Mitsubishi correu com um protótipo baseado em um protótipo do final dos anos 30, que era um sedan com tração nas quatro rodas e motor Diesel com injeção. Mas foi arquivado o projeto e anos mais tarde retornou como carro de competição, usando mecânica do Pajero, e assim como o Pajero, era preparado pela SONAUTO. Não foi o primeiro carro a usar carroceria baseada em carro antigo a correr no Dakar…mas com certeza chamava atenção por onde passasse.

Carros de Competição: Porsche 959

O Projeto do Porsche 959 começou para ser um carro de corridas do Grupo B, mas embora não tenha conseguido a homologação em tempo hábil para participar do Mundial de Rallys, já que o Gr.B foi cancelado em 1986, Além dos custos de participar de toda a temporada que eram altos, impediram da Porsche entrar no WRC de forma efetiva. Mas o carro foi utilizado no Mundial de Todo-Terreno com sucesso. Em 1984 no Dakar, a fabricante alemã inscreveu 3 modelos 911 modificados com as especificações do 959 como teste. No ano seguinte, os três 959 abandonaram, mas em 1986 fizeram dobradinha e a Porsche dominou a competição até a chegada dos Peugeot na Década de 90.
Nas pistas, a versão de endurance, o Porsche 961 começou bem com um 7º geral (1º na classe) nas 24H de Le Mans de 1986, mas em 1987 tiveram péssimos resultados, e acabaram sendo retirados de competição.

Carros de Competição: Renault R4 Sinpar

O simpático modelo R4 teve a honra de ser um dos primeiros carros a correr no Rally Oasis (mais conhecido como Paris-Dakar) no começo da competição, em 1979. Basicamente era um Renault R4 com um sistema de tração 4×4 feito pela Sinpar e alguma preparação para aguentar uma competição dura como o Rally Dakar. Foi fabricado como uma versão do Renault R4 entre 1962 e 1991, sendo utilizado no serviço público francês (Correios, Forças Armadas, Polícia, etc.) com bastante sucesso.
Nas competições teve relativo sucesso como um segundo lugar nos automóveis (5º no geral) no Dakar de 1979 e um segundo lugar geral nos automóveis em 1980. Além de ser usado em outras competições, como a Copa Renault Cross Elf.

Carros de Competição: Citroën ZX Rally Raid

Com o fim do Grupo B em 1986, muitos fabricantes passaram a utilizar seus carros em outras competições, e o Campeonato Mundial de Todo-Terreno foi uma espécie de lar para esses carros. O Citroën ZX Rally Raid, também conhecido como ZX Monster, foi desenvolvido em 1990 pela Citroën, após os sucessos da Porsche com o 959 e da Peugeot com os 205 e 405 t16, e nos sete anos em que competiu (1990-1997), ganhou quatro vezes o Dakar (1991, 1993,1994,1995) e foi tetracampeão do Mundial de Todo-Terreno (1993,1994,1995,1996).

Carros de Competição: Audi Quattro

Hoje, nessa série, falaremos de carros 4×4 de competição, e na inauguração falaremos do Audi Quattro, o carro que revolucionou o mundo dos ralis no final da década de 70 incorporando tração integral, e contrariando a opinião dos adversários, que achavam que o carro seria lento e de mecânica complexa para um carro de rali da época, ele estabeleceu um novo padrão para os carros futuros, sendo rápido suficiente para falarem que a diferença entre ele e seus concorrentes deveria ser medida com um calendário, e não um cronógrafo. e após o fim do Grupo B, a Audi se deslocou para outras competições, como a subida de montanha de Pikes Peak, rali Dakar.