Corvette Nomad Restomod

A versão “familiar” do Corvette, o Corvette Nomad, não passou de um protótipo estático apresentado pela Chevrolet em 1954 no Motorama. Mas em 2004 o “lançamento” comemorou 50 anos, e muitos fãs da marca, e de Vettes, criaram réplicas dessa versão lendária do Corvette.

 

John Bolsted na época do Motorama tinha entrado no ensino médio, e ao ver um anúncio da AC Spark Plugs na Life com um Corvette Nomad, ele pôs na cabeça que teria aquele um Vette Nomad.

O tempo (50 anos) passou e finalmente John realizou seu sonho. Seu sonho resistiu ao teste do tempo e John começou a montar seu Nomad por volta de 2000. Procurou um Chevy Nomad que pudesse servir de base para a réplica e achou um modelo 1956 em Rhode Island e voltou rodando até a Califórnia. Após isso, ele começou uma intensa pesquisa através de fotos da época e projetar as modificações do carro. Aliás, John fez de uma forma curiosa…aproveitando que era conhecimento público que o ‘Vette Nomad usava aro 15, utilizou isso pra descobrir as dimensões do carro inteiro! =o

Isso feito, o carro foi cortado e John foi atrás de partes de Corvette de primeira geração para fazer a frente e a traseira do carro conforme o protótipo original. Carroceria feita, foi pra pintura, onde recebeu duas cores (Lake Placid Blue, do catálogo da Cadillac de 1950, e India Ivory, do catálogo da Chevrolet de 1955) além de cromados do Corvette 1954. Pra ficar com visual oldschool, John botou as rodas de aço estampado originais do Corvette C1 com pneus banda branca. Por dentro contava com bancos de Toyota na frente e de Chevy Celebrity na traseira, além de volante de Corvette ’58. Agora vamos à parte from hell do carro, o trem de força: motor LS1 5.7 e câmbio 6 marchas T56 oriundos de um Camaro 2002.

Fonte: Super Chevy

IFA Sachsenring Trabant P601

O designer polonês Tomek, resolveu dar uma cara nova a um carro cult do Leste Europeu, o Trabant, pequeno modelo oriundo da Alemanha Oriental que era basicamente o carro mais popular da cortina de ferro.


 

O projeto levou uns 2 anos, mas o simpático carrinho ganhou estilo, além de uns upgrades mecânicos, como freios do FIAT Cinquecento e rodas 13″ dos BMW 1500, que logo foram substituídas por rodas Mangels.







via 601 Passion

Karmann-Ghia 993 RS

Joachim Bader tinha um Karmann-Ghia coupé, uma oficina, e peças do Porsche 993 GT2 RS, o último dos Porsches com motor a ar, e uma idéia, porquê não juntar as coisas?


 

Eis, a criação da Bader Racing: O Karmann-Ghia RS!







via Bader Racing

Kustom

Carros e Motos customizadas

Indian Chief

quem gosta de motos, acha as CBR, Ninja, R1, etc o máximo…que conhece motos as acham boas motos de corrida, mas sonham com Harley-Davison e Indian…

 

 

A vovó das fotos, em seus dias de glória aloprou muitas Harley-Davison nos seu tempo de ninfeta. A Indian Chief foi A moto por quase toda a primeira metade do século XX. Foi lançada na década de 1920 junto com a Indian Scout, embora a Scout fosse legal e com um visual que impunha respeito, a Chief era mais presença com seus paralamas maiores graças ao estilo art-déco e motor mais forte.

Na época da Segunda Guerra Mundial, a Indian praticamente se tornou fornecedora exclusiva do Estado-Maior norte-americano, além de ter suprido os franceses com nada menos do que 5.000 Chiefs com sidecar. Nisso, a Indian praticamente saiu do mercado, o que após a Segunda Guerra praticamente marcou seu fim. Em 1945, a marca foi comprada e luta pra retornar ao mercado. Em 1948, Floyd Emde com uma Chief ganha a Daytona 200. A década de 1950 sela o destino da Indian, a Chief retorna em 1951 com novo motor, mas as vendas não são o suficiente e a produção para em 1953.

O fim, para muitas marcas sim, mas não para a Indian! Em 1999 ela retorna ao mercado, após uma sucessão de donos e problemas com direitos e marca.  A produção vai até 2003 quando a nova administração começa a ter problemas, mas logo no ano seguinte, novos investidores tomam conta da marca, comprando todos os direitos e propriedade intelectual, e a Chief volta às ruas em 2008, com o mesmo layout, motor V2 e estilo dos velhos tempos. Como dizem, devemos sempre respeitar os mais velhos…

fonte: Indian Motorcycle

Norton Manx 1962

Já venho pensando em postar além de carros custom e hot, algumas café racers pra galera. Essa Norton Manx ’62 é um bom exemplar do gênero.

 

A moto conta com modificações da época, com muitos elementos das Norton de competição, como o banco, guidão, etc.





 

via I Love Café Racers